Páginas

Desmistificando a constipação intestinal

O que é e como evitar esse incômodo que atinge parte da população

Constipação intestinal – também conhecida popularmente como prisão de ventre ou intestino preso – é um distúrbio caracterizado pela dificuldade de evacuar. Isso, muitas vezes, pode ser reflexo do mau funcionamento dos intestinos, devido a uma dieta pobre em fibras, pouca ingestão de líquidos, falta de exercícios e consumo excessivo de alimentos industrializados.

De acordo com pesquisas da Federação Brasileira de Gastroenterologia, grande parte da população sofre desse mal, que é mais comum em mulheres, especialmente durante a gravidez, nos idosos e nas crianças. A constipação intestinal é cercada de várias dúvidas e mitos, por isso entendê-la é o primeiro passo para cuidar desse desconforto.

A constipação intestinal pode ser classificada em dois tipos:

- funcional: a mais frequente e decorrente de vários fatores, como má alimentação, sedentarismo, falta de regularidade de horário para a evacuação e alterações motoras ou da inervação do intestino;

- orgânica ou secundária: neste caso, a constipação intestinal é causada por outra doença intestinal, como estreitamento do canal retal ou não intestinal, como doenças sistêmicas (diabetes e hipotireoidismo).

Em ambos os tipos, o médico é o profissional indicado para avaliar cada caso.
Principais Queixas
A constipação intestinal pode apresentar-se com número reduzido de evacuações, dificuldade para eliminar as fezes, sensação de esvaziamento incompleto dos intestinos, desconforto ou esforço, mal-estar, gases ou estufamento.

“Embora o exercício físico e a dieta rica em fibras tenham um efeito colaborativo, alguns fatores, como idade, depressão, inatividade, baixa ingestão de fibras, quantidade de medicamentos recebidos (anti-inflamatórios, anti-hipertensivos, analgésicos etc.), colaboram para o surgimento da constipação”, destaca Eduardo André, doutor em Gastroenterologista pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e pós-doutor pela Universidade de Londres.





Tratamento e Prevenção
Segundo o médico Eduardo André, muitos casos podem ser resolvidos com medidas simples, com mudanças de hábitos que podem aliviar o desconforto do paciente. “É importante ressaltar que a prisão de ventre é um sintoma e não a doença. Por isso é importante o diagnóstico e o tratamento correto, de acordo com o perfil de cada individuo. Nem sempre evacuar diariamente é o que funciona para a pessoa, sendo a qualidade de sua evacuação o que mais alívio proporciona ao paciente”, afirma.

Algumas dicas podem ajudar melhorar e até prevenir esse problema. Confira:

·         Caso tenha dificuldade em evacuar, procure sempre estimular esse reflexo, geralmente por um tempo razoável, ao redor de 10 minutos, preferencialmente após as principais refeições.
·         Evite grandes esforços, entretanto estimule sempre o ato de evacuação (esforço fisiológico).
·         As fibras são importantes. Consuma-as por meio de frutas, verduras e legumes regularmente.
·         Beba bastante líquido, cerca de 2 litros por dia.
·         Coma frutas, como laranja com bagaço, maçã com casca, mamão etc.;
·         Pratique exercícios de forma regular. Caminhar, pedalar ou nadar são boas alternativas para quem não tem muito tempo para a academia.

Naturetti é um laxante fitoterápico, com componentes de origem vegetal, extrato de Senna e Cassia, sem adição de açúcar, indicado para constipação intestinal tanto crônica como em casos passageiros (situacionais) como viagens, mudanças de alimentação e período menstrual. O médico ressalta  que os laxantes fitoterápicos devem ser administrados por um curto período adequado de tempo, que pode variar de dias a semanas, de acordo com o diagnóstico e a necessidade do paciente.

Para diagnosticar o distúrbio, é necessário a visita a um médico especialista, que deve avaliar a rotina do paciente, examiná-lo e solicitar exames específicos, quando achar necessário.

NATURETTI® (Senna alexandrina Miller + Cassia fistula). Indicação: prisão de ventre crônica ou momentânea. M.S.:1.1300.0192. Farm. Resp.: Antonia A. Oliveira CRF-SP 5.854. Última revisão: 23/05/11.  SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.


Referências



Sobre a Sanofi
A Sanofi é líder global integrado em saúde. No Brasil desde o final dos anos 50, está entre os líderes do mercado farmacêutico brasileiro e gera no país 5.100 empregos diretos. A subsidiária brasileira é constituída por cinco empresas:
  • Sanofi Farma: a maior operação do Grupo no País, dispõe de um portfólio de cerca de 150 produtos, entre medicamentos de prescrição e conhecidas marcas OTC de sua divisão Consumer Health Care.
  • Medley: com um portfólio de cerca de 200 produtos, é líder do mercado brasileiro de genéricos e um player importante no mercado de similares.
  • Sanofi Pasteur: é um dos líderes do mercado brasileiro de vacinas, com uma linha diversificada de mais de 20 vacinas.  
  • Genzyme: adquirida em 2011, é especializada no desenvolvimento de terapias para doenças raras e esclerose múltipla.
  • Merial: está entre as líderes do mercado brasileiro de saúde e bem-estar animal.

Para saber mais, visite www.sanofi.com.br.
Starbrands  Atendimento Sanofi

0 comentários:

Postar um comentário

Meninas não saiam sem deixar sua opinião.
vou adorar saber sua opinião.
bjuss

 

© Template Grátis por Cantinho do Blog. Quer um Exclusivo?Clique aqui e Encomende! - 2014. Todos os direitos reservados.Imagens Crédito: Valfré